Arquivo da tag: Copa

Debate sobre moradia e remoção

Debate sobre moradia e remoção que aconteceu após a exibição dos videos, Viela G Casa 3, Gol Contra e a Comunidade que desviou o trem.

Pequenos relatos de tristeza – Sobre a construção da Cidade da Copa, em Pernambuco.

Relatos sobre amigos e vizinhos que passam mal do coração ou entram em depressão ao não agüentar encarar a possibilidade de, com os poucos recursos de indenizações, se verem obrigados a deixar suas atuais casas.

Trata-se tristeza daqueles que têm que abandonar o seu lugar, onde construíram suas pequenas casas, fizeram suas vidas, onde trabalham e os filhos estudam, para ceder lugar às obras de infraestrutura da Copa do Mundo 2014.

A depressão sentida por essas pessoas é o ponto comum dos depoimentos colhidos por Andréia Luna, em seu vídeo Gol Contra

.

Falta de informação, promessas vazias, indenizações precárias são as principais reclamações dos personagens ouvidos por Andréa, à frente do Copa Favela 2014, organização em Pernambuco para articulação de apoio e denúncia às pessoas que estão sendo afetadas pela realização da Copa do Mundo.

“Humilhação”, diz seu Genoíno, no vídeo. “Esgoto que escoa na cara da cidade”, é o que denuncia Valério, também personagem.

O chamado “Ramal da Copa”, um acesso rodoviário de 6,3 km de extensão, vai  cruzar as cidade de Camaragibe e São Lourenço da Mata, para alcançar a BR-408, que está sendo duplicada. Com essa ligação viária, essas cidades se consolidam como parte estendida da malha urbana de Recife, colocando em risco o que ainda resta de vida rural na região, fazendo deste um complexo que está sendo chamado de Cidade da Copa, também uma “nova centralidade” alternativa à cidade do Recife.

Itaipava Arena Pernambuco é o estádio de futebol que está sendo construído em São Lourenço da Mata, cidade dos arredores do Recife, para abrigar os cinco jogos  da Copa do Mundo no estado de Pernambuco. A arena tem capacidade para 46.000 pessoas e o custo estimado de investimentos é de R$ 532 milhões. Itaipava, vale dizer, é nome de uma cerveja brasileira, patrocinadora da Arena.

Segundo a urbanista Raquel Rolnik, em seu relatório para a ONU intitulado Copa 2014, Olimpíadas 2016 e Mega projetos, Remoções em Curso no Brasil, a principal queixa de moradores que estão sendo removidos de suas residências, de redes de direitos humanos e fóruns de reforma urbana, se dá com relação à falta de transparência e de espaços de participação social e diálogo sobre o processo de preparação da cidade para a Copa do Mundo de 2014.

Há ainda a ausência de debate sobre o modelo de financiamento e gestão Arena da Copa, que está sendo construída via Parceria Público Privada pela Odebrecht, que terá a concessão do equipamento por 33 anos.

De fato, segundo o vídeo Gol Contra, documentário realizado por meio de apoio do Fundo Socioambiental CASA, até hoje, a menos de um ano da realização dos jogos da Copa, ainda não se tem divulgado oficialmente o numero de remoções já ocorridas ou que vão acontecer para implementação da infraestrutura da Copa do Mundo 2014.

O descaso com a população que vive nas regiões que margeiam a arena é o principal tema desse documento visual,  com depoimentos daqueles que, por conta da Copa do Mundo, pouco ou nada sabem sobre o futuro de suas vidas.